domingo, 14 de agosto de 2005

Época 2005/2006 vista pelo Mister Berto Gomes

ENTREVISTA Berto Gomes, treinador do FC Famalicão

“O objectivo é andar nos lugares cimeiros”
O FC Famalicão acaba de subir à II Divisão B, mas não descarta a hipótese de tentar dar mais um salto. Pelo menos, Berto Gomes mostra a vontade de andar perto dos primeiros. O treinador, de resto, não se mostra preocupado com as mudanças no campeonato, porque "afectam a todos".

OPINIÃO SPORT: Quais os objectivos do FC Famalicão para a próxima época?
BERTO GOMES: Formamos um plantel, cujo objectivo é fazer um bom campeonato. Acima de tudo queremos fazer uma temporada que consiga dignificar o nome do Famalicão.Criámos um grupo de trabalho bonito para esta época e espero que eles consigam mostrar, dentro das quatro linhas, tudo aquilo do que são capazes. Vamos, portanto, trabalhar para isso.


OP: A apresentação de 21 jogadores é um número reduzido para esta divisão?
BG: De facto é pouco. Digamos que continuamos à espera de um avançado que nos falta. Depois podemos, a todo momento, ter um lugar à disposição para futuros reajustes ao longo da época. É lógico que tenho de fazer uma observação mais cuidada sobre aquilo que tenho. A partir daí vamos ver se realmente é necessário mais jogadores.

OP: Mirra e Hélder são dois bons regressos a uma casa que bem conhecem?
BG: São dois jogadores que gostam do clube e isso é extremamente importante. Além de tudo, têm uma forte experiência na 2ª divisão. Portanto, são duas mais valias para o Famalicão.


OP: Temos uma 2ª divisão totalmente remodelada. São, no total, 15 clubes. Dificuldades acrescidas para qualquer treinador…
BG: Claro, mas não é só para mim, é para todos. Por conseguinte, vai ser uma luta tremenda, mas temos que estar preparados para isso. O Famalicão vai estar preparado de certeza absoluta para enfrentar este campeonato. Se fosse só o Famalicão a ser lesado, preocupava-me, como vamos ser todos lesados nesta situação, a ver vamos o que o futuro nos reserva. Estou bastante optimista em relação a este grupo de trabalho.


OP: Esse optimismo é para andar sempre lá em cima, junto dos primeiros classificados?
BG: Exactamente. Temos que pensar pela positiva. Temos que pensar que realmente ao fazermos um campeonato temos que andar sempre nos calcanhares daquelas equipas que se apetrecharam para subir de divisão. Depois o futuro dirá o que o Famalicão pode fazer neste campeonato. O objectivo será esse, andar sempre nos lugares cimeiros.


OP: Os novos reforços que foram apresentados, dão-lhe garantias?
BG: Dão-me garantias, caso contrário não estaria cá. São jogadores com alguma referência no futebol. Repare que fui buscar jogadores já com algum traquejo e experiência na 2ª divisão e outros da divisão de honra. Tudo me faz querer que são jogadores que trarão mais valias ao clube.

OP: O Garrocho foi uma contratação falhada, depois de estar dado como certo no Famalicão. O que se passou?
BG: Eu estava de férias quando as negociações foram encaminhadas e tudo fazia querer que o Garrocho ia continuar connosco, só que o Famalicão é rigoroso no orçamento. Foi por uma questão económica que o Garrocho não ficou no Famalicão.

OP: Falta mais alguém para a frente de ataque?
BG: Vou com calma, pois no ano passado comecei só com um. Este ano vou fazer o mesmo, mas quero buscar esse jogador, alguém que faça a diferença neste clube. Não estou preocupado neste momento, pois sei que as equipas da 1ª Liga vão fazer as habituais dispensas. Possivelmente, nessa altura, poderei buscar um jogador com mais valia para o clube.

OP: Não foi do seu agrado ter iniciado a pré-época no sintético do Ribeirão?
BG: Considero uma condicionante. Acabámos a época no dia 28 de Maio. A empresa que está a fazer o novo sistema de regra não pensava que ia encontrar o cascalho a 20 cm do subsolo, mas sim a 50/60cm. Tudo isso veio alterar o prazo estipulado para deixar o campo pronto. Não foi bom para nós, mas tivemos que aceitar a realidade. De facto, não fiquei nada contente com a situação.

OP: Está tudo organizado?
BG: Está tudo organizado, inclusive, os jogos de preparação. É pena não podermos iniciar a época no nosso estádio. Enfim, temos que trabalhar no sintético.

OP: Os jogos de preparação são suficientes para preparar o campeonato?
BG: Eu tinha preparado a época para o dia 22 de Agosto. Claro que agora vou ter que somar mais alguns jogos de preparação com mais calma. Vou fazer um reajustamento à programação que tinha feito. Com calma e tranquilidade vamos consegui fazer isso.


Fonte: Jornal Opinião Pública - 12/AGO/2005

1 comentário:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.